sábado, 31 de julho de 2010

Maninha


Laurinha é mimã querida. Todos aqui acham que ela é muito bonita. Devem ter razão. E eu sou o mimãozinho dela.

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Só rindo mesmo!


Mamãe faz cada pergunta!
Ela sentiu um cheirinho característico em volta de mim e perguntou:
"Pedro, você fez cocô?"
Eu dei uma sonora gargalhada e respondi:
"Fize!"

Hahahahahahahahahahahaha!!!

quinta-feira, 22 de julho de 2010

(off) Identidade


A coisa é tão natural que a gente quase não percebe, embora esteja participando da experiência. Hoje à tarde Pedro começou a pronunciar o próprio nome. Foi a mãe dele, Sal, que observou o fato, enquanto eu me derretia brincando com Laura. Então voltei os olhos para nosso menino e agucei o ouvido a tempo de escutá-lo frisar bem as sílabas, mesmo não tendo ainda familiaridade com o "r": "Pe-do". Isso ao visualizar na tela do computador as fotos em que ele aparece ao lado dos familiares.

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Farra com o vovô!!


Eu e Laurinha adoramos farrear com o vovô.
Dia desses ficamos brincando na minha cabana...
Minha mamãe não resistiu quando viu que as pernas grandoooonas do vovô não cabiam na cabaninha!

sábado, 17 de julho de 2010

(off) Amém


Esse Pedro é um pândego! Durante o culto do Evangelho, esta noite, ele, acesíssimo e contente com a presença do pai, corria pela sala, pulava no colo do avô, tentava tomar os livros das mãos da mãe, mexia com a avó... só Laurinha, nos braços do pai, escapava de suas investidas. Por fim, o menino decidiu acompanhar a atividade e aproximou-se com as mãos estendidas com as palmas voltadas para cima até sentar-se no sofá dizendo continuamente "amém! amém! amém! amém!", enquanto eu fazia o comentário da lição sobre a vida futura, que terminei entre risos.

quinta-feira, 15 de julho de 2010

(off) Amores


O coração de Pedro já não bate forte pela Turma do Cocoricó com antigamente; o grande amor da vida dele, agora, é a Galinha Pintadinha (como vemos, os galináceos ainda estão na crista da onda) e sua musicalidade eclética, que ele volta e meia se vê tentando reproduzir. Hoje de manhã, por exemplo, ele saiu de casa cantarolando a parte que mais lhe marcou de "Escravos de Jó":
- Ó, mamãe: zig-zá!

Laurinha, por sua vez, derrete-se de amores pelo Vovô. É um grude para se ver. Na ausência dele (minha), choraminga sem razão e somente quando chego e brinco com ela é que as mulheres da casa vão entender que o choro foi de saudade... Ontem à noite, brincava ela com a mãe e a avó e estremeceu quando ouviu minha voz, voltando-se para me ver. Então abriu um largo sorriso e esperou que, após o banho, eu a tomasse nos braços para quase não mais me soltar.

terça-feira, 13 de julho de 2010

 

Só queria mostrar para vocês uma pessoa que sempre faz questão de vir dar um beijo na gente e de quem eu gosto muito: Tia Dani!
Ela nos deixa muito alegre quando aparece, pena que a mamãe dela não veio.
Tia Aninha, venha mês que vem, viu?
Posted by Picasa

Mais da festa!





segunda-feira, 12 de julho de 2010

Sete (fora de brincadeira)







No domingo "mimã" Laurinha completou sete meses de sorrisos, gritinhos e muita fofura. Fisemos uma bonita festa pra ela, que nossa família não é de dar ponto sem nó, como diz Vó Bia. Vovó Luz não podia vir no dia e por isso apareceu na véspera, trazendo mimos tanto pra Laurinha quanto pra mim também. No domingo, à tarde, ficou todo mundo na sala esperando a mensariante acordar - acreditam que ela dormiu e não queria acordar? Foi preciso que alguém atrapalhasse o sono dela e Laurinha acordou contrariada, mas logo se enturmou. Demorou um pouquinho para cantarmos os parabéns por causa do jogo final da Copa do mundo, que Vô Chico quis ver até o fim. Mas veio um bocado de gente - até tia Cláudia veio, diretamente de São Paulo! - e fiquei brincando com meus amigos Gabriel, Alice, Mariana, Fernandinha e Samuca. Foi muito legal a festinha de mimã.

(off) Sete


Pedrinho tem uma certa fixação precoce com o número sete. Imaginamos que seja por assimilação da sonoridade, de tanto ouvir a palavra na TV. E se perguntamos qual sua idade, ele só responde "sete". Na qualidade de espírita e sabedor da verdade da palingênese, penso que ele já tenha nascido aos sete anos mesmo, ou seja, ele, como espírito, tenha esperado sete anos na erraticidade até reencarnar. Embora já seja capaz de falar outros números, especialmnte o 11, que aprendeu durante a Copa do Mundo, ao lhe perguntarmos a que hora seria o jogo do Brasil, nosso menino se "amarra" mesmo é no sete. Outro dia, ao trocar-lhe as fraldas, estabelecemos o seguinte diálogo:
- Pedro, vamos trocar umas ideias?
- É (o sim dele é o indicativo do verbo ser).
- Quantas ideias você tem?
- Sete!

Como eu não tinha tantas, tudo que fiz - e a mãe dele, que ouvia a conversa - foi rir...

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Sorvete

Aí embaixo vocês veem tia Débora com nossa amiguinha Mariana. Elas são nossas vizinhas muito amigas. Depois, eu e "mimã" Laurinha, que mais abaixo prova o sorvete de Mamãe.



domingo, 4 de julho de 2010

sábado, 3 de julho de 2010

Igualdade, fraternidade e...



O pessoal daqui de casa sempre manifestou o desejo de me vestir igualzinho ao Vô Chico e até fez uma primeira experiência, com uma camisa listrada parecida com a que ele tem. Mas hoje Mamãe trouxe pra mim e pro Vovô um pijama bem bacana, do jeito como Vó Bia queria. O dele ficou justinho, mas o meu... ainda vou ter que crescer mais um pouquinho pra caber dentro dele...

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Laranja e Morango!



 

Ontem Laura experimentou laranja com minha Dinda, e hoje a fruta da vez foi morango... e não é que ela gostou?
Agora Vovó Bia disse que não vão faltar nem laranjas nem morangos aqui!

Gostosura


A gracinha que é minha irmãzinha Laura é também muito gostosinha e por isso eu não hesitei - já pela segunda vez - e dei uma mordida num dos dedinhos dela. Não sei por que ela chorou tanto. Além de gracinha ela é também escandalosinha. Ah, Vó Bia e Mamãe reclamaram comigo por causa disso...