segunda-feira, 22 de junho de 2015

(off) Paraíso?




Pedrinho, de férias em casa por conta do recesso escolar devido aos festejos de junho, foi passear nesta segunda-feira com Vovó Bia, Dinda Nanda - sobraçando o belo pacotinho que é o priminho Ulisses - e o dindo Gabriel. No fim de semana, ele, a irmã, Laurinha, e Mamãe Sal viajaram a Teodoro Sampaio para visitarem a família de tia Mila. Na sexta-feira, ele foi ao cinema para ver a atração do momento para as crianças sem aulas e cansadas de ver TV, o filme "Divertidamente"; Laura iria também, mas fez malcriação e perdeu a chance de se divertir ao lado do irmão. Mas faço todo esse relatório para explicar que meu neto não fica tão ocioso quanto ele próprio pensa que fica, porque na semana passada ele virou-se para este avô e bradou:
- Vovô Chico, minha vida precisa de mais aventuras! Esta casa é o paraíso do tédio!

sexta-feira, 19 de junho de 2015

Ói eu!


Ulisses em pessoa. Eu!

Colinho e chamego

Nem bem cheguei em casa, depois de praticamente uma semana hospedado, com Mamãe e Papai, naquele quarto de hotel chamado Maternidade, e já recebo o chamego de meus priminhos Pedro e Laura, no colo de Vovô Chico. Meu nome é Ulisses e com essas três sílabas vim mostrar que tenho algo a mais fazer neste mundo, mais do que brincar e divertir os outros. Aguardem!


(off) Ulisses conosco


Tão pequenino e um tão grande amor já nos desperta. É Ulisses, o herói que nos chega para sua nova odisseia redentora. A ele, como antes e ainda a Pedro e Laura, nossos cuidados, nosso carinho, toda nossa consideração, desde o dia 11 desde mês de junho de 2015. Felizes, portanto, avós e tios dos dois lados, primos, demais familiares e amigos, que não são poucos e muitos braços, assim, embalarão Ulisses em doces cantigas para quando ele, depois de acalentado, desperte para a vida de alegrias e responsabilidades que o espera neste mundo tão necessitado de pequeninas e heroicas ações em prol do bem comum...

sexta-feira, 12 de junho de 2015

(off) Lambidas

O ato de "lamber a cria" também é observado entre os humanos, primatas desenvolvidos que se encantam à chegada de seus filhotes. É como nos encontramos presentemente, em família, festejando Ulisses, o primeiro filho de Ananda e Gabriel mas o terceiro neto de Beatriz e eu, embora seja o primeiro de Gustavo e Lea, pais de Gabriel, os quais, como se deve depreender, estão que não cabem em si de contentes. Meu filho Caio, que aparece na foto abaixo com a irmã-mãe, é mais uma vez padrinho e, dono de uma veia poética que não sei de quem herdou, já criou um belo texto em homenagem ao afilhado. Minha filha Sal, mãe de Pedro e Laura, está na maternidade neste momento babando o sobrinho. Vovó Bia perdeu a noite, anteontem, para acompanhar o parto. Como se percebe, as lambidas serão incessantes até nos acostumarmos com a nova alegria da família. Mas, vejam as votos e digam: não temos razão em ficar todos encantados? O menino é lindo!, tanto que esta manhã, no quarto da maternidade onde eles se hospedam, ao receber a visita da pediatra Gabriel a questionou:
- É normal ele nascer assim tão bonito?

segunda-feira, 8 de junho de 2015

Pedrinho em dose dupla

Mamãe Sal, por estar mais próxima dos meninos - Pedro e Laura -, é quem mais observa as tiradas graciosas que não raro brotam das mentes argutas de meus netinhos. Assim sendo, é ela quem amiúde me abastece de informações para estes relatos que faço aqui e no Facebook. Recentemente, minha filha me contou dois episódios protagonizados por Pedrinho - o segundo teve a participação de Laura -, os quais repasso a vocês:

1 - Na última investida de mãe e filhos num shopping center, Sal os levava a visitar, por interesse próprio, várias lojas, até que provocou o cansaço em Pedrinho, o mesmo cansaço que eu também experimento de quando em vez, e por isso o menino desabafou:
- Mamãe, eu ainda sou novo: preciso aproveitar a vida e não ficar entrando e saindo de loja!...

2 - Ao saírem da aula de evangelização no Centro Espírita onde trabalho, Pedro e Laura foram com Mamãe Sal e Vovó Bia à festinha de aniversário de uma coleguinha da escola onde estudam. No caminho, Sal perguntou a meu netinho qual havia sido o assunto abordado pela tia evangelizadora. Pedrinho disse não se lembrar e Sal, indagando o motivo desse esquecimento, soube dele que não estava interessado. Mamãe Sal estrilou e depois revelou que o tema do estudo naquele dia tinha sido a humildade, e questionou:
- Você sabe o que é humildade?
Pedro se embatucou e não respondeu a contento, mas Laurinha intrometeu-se:
- Eu sei uma parte! Eu sei o que é "humi"...
E então Pedro interferiu, recordando as preferências televisivas dele e da irmã:
- Não é nada disso, Laura, não tem nada a ver com a Equipe Umizoomi!




sexta-feira, 5 de junho de 2015

(off) Argúcia precoce

Ulisses, o terceiro, ainda nem chegou e já está fazendo das dele, conforme me contou o ditoso papai Gabriel Morais, dando conta da reação do bebê quando sua mãe, a não menos feliz Ananda Muniz (a rima foi involuntária) cometeu um ato, digamos, imprudente. É que minha filha Sal, mãe de Pedro e Laura, os igualmente felizardos priminhos de Ulisses, fez, dia desses, uma pequena homenagem à chegada de seu sobrinho e, pelo que Gabriel me confidenciou, deixou escapar um errinho de português, certamente por conta da digitação apressada. Então, ao ler aquelas palavras, Ananda quis alertar a irmã para a correção, apontando o erro, e nesse momento ela sentiu Ulisses lhe dar um verdadeiro pontapé por dentro, como se quisesse pedir a sua mãe que fosse mais indulgente. Doeu. E Ananda, assim, pediu desculpas ao bebê e desistiu de criticar o texto dos outros...
É ou não é, desde já, um menininho também muito arguto?