segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Pula-pula!!!!





A cama elástica é mesmo muito divertida!!!!

Ensaio fotográfico






Mimã adora as "artes" de mamãe e vovó Bia!!!!

(off) E por que não?


Um hábito que este avô tem é ouvir música logo que desperta. Esta manhã, enquanto tomava sol com Laura lá embaixo, Pedrinho chegava em casa com a Mamãe e Vovó prestava atenção na música que tocava no momento, uma canção de Raul Seixas que fala de um certo amigo Pedro. Então, ela chama a atenção do neto para a coincidência: "Olhe, Pedro, essa música fala de você!"
O menino para e fica ouvindo o cantor dizer "Pedro, aonde você for/eu vou também". A mãe aproveita e dispara: "Viu, Pedrinho, aonde você for a Mamãe vai também!" Mas ele, atilado como ele só, argumenta: "Mas (n)a escola não!"

domingo, 27 de fevereiro de 2011

Festa e praça





Hoje à tarde nós fomos almoçar festivamente. Tia Isabel, colega de Vô (Ch)ico e amiga de Vó Bia, comemorava a formatura do filho dela. A gente se divertiu muito. Depois, na saída, fomos visitar os brinquedos na praça do Campo Grande. Eu pulei bastante na cama elástica enquanto Vovô levou Mimã Laurinha para ver os pombos. Depois voltamos pra casa e ninguém dormiu, só de noite mesmo.

Sabadão






Mais um daqueles passeios deliciosos com vovó, na Linha Verde. Foi incrível ver tanta coisa linda! Sou muito feliz. Obrigado, Papai do Céu!

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

(off) Ô, caloooor!!!!!


Laura é calorenta por demais e ela não aguenta ficar muito tempo em certos ambientes daqui de casa, como este cantinho do computador, que já reclama, porque começa a suar abundantemente e a temperatura alta a incomoda bastante.
Esta tarde - contaram-me depois - ela choramingava num desses momentos de incômodo e a Mamãe Sal perguntou: "Está com calor, Laura?"
E ela, que está um lindo papagaio repetidor, devolveu a expressão materna enquanto gesticulava passando a mãozinha pelo pescoço, a indicar a produção de suor: "Caô!"

Franja


Hoje Vó Bia quis ajeitar essa parte de minha "vasta" cabeleira, pois há algum tempo os cabelos já caem sobre meus olhinhos. Então ela pegou um pente, marcou o tamanho que seria cortado e foi buscar uma tesoura para o serviço. Eu estava no colo de Vovô, observado por Kika, e ele, sabendo onde havia uma tesoura mais à mão, pediu que Titia a pegasse e mais que depressa fez o corte. Fiquei (mais) linda?

(off) Paciência


Amanheceu, já preparei e levei a vitamina para as crianças e até acompanhei a atividade deles de sorverem o conteúdo das mamadeiras, ainda deitados na cama. Já trouxe Laura para baixo e me entretenho com ela, ao lado da Vovó, quando chega Pedrinho com a Mamãe. A avó lhe pede um beijo mas ele escapole na direção do cachorrão que trouxeram do Rio de Janeiro. É um brinquedo do tamanho de um pônei onde até Laura gosta de montar. Vendo-o lá em cima, a menina faz menção de ir pra lá também e eu a incentivo: "Diga, Laurinha: 'é minha vez, Pepeu!'" Mas o menino olha pra gente e exclama, em sua vozinha meio engrolada ainda: "Tenha paciência, pessoal!"

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

(off) Bailarina


Dorme feito uma bailarina
a Lola que amamos:
as mãos sobre a cabeça
e as pernas sobre os panos

dorme na horizontal
e imaginamos sua dança
na mais perfeita vertical
em rodopios que encantam

Mamãe, Pepeu, mesmo o vovô
são meros coadjuvantes
nesse espetáculo de sonho...

(off) Diálogo massa!


Perto das 11 horas, a Mamãe Sal, tentando fazer Pedrinho dormir para estar descansado na hora de ir à escola, faz a proposta: "Vamos dormir um pouquinho?" E ele, pendurando-se no pescoço dela: "Boa idéia, Sal!" Mas não dormiu coisa nenhuma!

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Terça



Alegria e orgulho da fotógrafa, a Vovó CORUJA!!!

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Novos ares



Hoje Vovô (Ch)ico me levou à escola, como forma de me fazer mais simpático a esta obrigação. Eu fui choramingando bem baixinho no colo dele e no caminho tia Fabiana, com o marido dirigindo, nos deu carona, pois a filha deles, Giovana, também estuda lá, mas ela já é mais adiantada do que eu e tem aulas no primeiro andar de nossa escola. Entramos abraçados na sala e eu nem quis ir para os braços da Pró Milena. Mas quando ela mostrou que passava o filme do Patati & Patatá na TV, eu desci rapidinho do colo de Vovô e me sentei em frente à telinha e fiquei lá, bem do meu, assistindo. Na volta, no transporte escolar, eu nem chorei e quando Mamãe perguntou o que eu tinha feito a tarde toda na escola, eu estranhei que ela não soubesse e disparei: "Brinquei (no) parquinho!!!"

domingo, 20 de fevereiro de 2011

(off) Xiii!!!


Os dois últimos dias da semana que passou devem ter sido traumáticos para Pedro em sua experiência escolar. Houve choro na quinta-feira e na sexta a cena se repetiu, tanto que na manhã deste domingo ele voltou a choramingar enquanto a mãe o arrumava para ir ao Centro tomar passes. Com lágrimas nos olhos e o berreiro aberto, ele dizia: "Não quero ir à escola!"
E agora?

"Como um dia de domingo..."




(off) Banho


Ontem à noite, preparei a água para dar um banho morno em Pedrinho, aproveitando que ele acordara e estávamos apenas os dois em casa. Fiz todo o procedimento certinho, temperando a água quente com a quantidade que considerei apropriada de água fria. Fui ao quarto, desnudei o menino e o trouxe no colo para depositá-lo com cuidado na bacia, feliz por estar mais uma vez colaborando nessa tarefa. No entanto, ele, já sentado e recebendo o impacto da água tépida, exclama:
- Tá quente pra caramba!

sábado, 19 de fevereiro de 2011

Praia, praia, água, água, rioooo!!!





Água é a melhor coisa do mundo, gente!!! Hoje Vó Bia me levou novamente num passeio ótimo! Junto com minha amiguinha Mariana, a mãe e a avó dela, nós fomos visitar as praias do litoral norte e descobrimos lugares muito bonitos. Eu me esbaldei, curtindo a água do mar e do rio e vimos vários animais por lá: tinha galinha com pintinhos, cachorro e gaivota. Até um caranguejo eu vi! Vovó fez as fotos que vocês veem aqui.

(off) Obviedade


Este avô babão descobriu o que fazem Pedrinho e Laura enquanto dormem: acumulam energia para gastá-la aqui em casa...

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Lola



Fofos.

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Fim


Uma coisa que ninguém comentou aqui ainda é que não estamos mais, Laurinha e eu, com o hábito das chupetas. Depois que Mimã começou a repetir meu prazer de jogar tudo pela janela, inclusive os biquinhos, Mamãe, Vovó e Dinda decidiram pelo fim das chupetas. No começo a gente sentiu falta, mas logo acostumamos, principalmente quando notamos que a coisa era pra valer e Vovô não comprava mais nenhum bico. O jeito foi aquietar o facho, como fala Vó Bia, e dormir sem nada na boca...

(off) Falares da menina


Laura tem se revelado mais precoce que Pedrinho na questão da linguagem. Ao contrário do irmão, ela tem facilidade para repetir o "ama" quando lhe perguntam se ela ama esta ou aquela pessoa e a resposta é sempre positiva. Agora está ensaiando a palavra "papai", que pronuncia muito bem explicadamente. Começou no dia em que o pai veio visitá-la pela última vez.
Desde então, até a mim mesmo já chamou de pai. Outro dia, tendo ido a uma loja com a mãe e a avó, confundiu o vendedor, um coreano, segundo Sal: a menina apontou o dedo e exclamou: "Papai". E esta manhã, quando invadi o quarto deles para deixar a vitamina, ela começava a despertar e ainda de olhos fechados repetia as sílabas de "papai".
Quanto a nomes, ela só distingue o apelido de Ananda, que eu chamo de Kika. O do irmão, que se autodenomina Pepeu, ela tenta pronunciar, mas só consegue dizer "Pupu". Mas não é que sabe o próprio nome e de vez em quando grita um quase perceptível "Laura" pra gente? A gente fica feliz com isso.

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

(off) Surpresa!


Eu voltei para casa, esta tarde, pensando que, por enquanto, a vida escolar está sendo uma festa para Pedrinho; mas, e quando ele notar que está submetido a uma rotina, como será sua reação? Talvez eu estivesse inconscientemente me preparando para alguma surpresa e, ao abrir a porta, quem eu vejo saracoteando pela sala? Pedro. "Ué! O que você está fazendo aqui?", pergunto, completando: "Ainda não foi ou já veio?"
A Mamãe Sal vem em meu socorro e diz que a professora o mandou para casa mais cedo porque ele estava um pouco febril.

***

E a Vó Bia contou que o Tio Caio veio hoje para acompanhar Pedro à escola mas ficou meio decepcionado ao descobrir que ele vai, agora, de carro. "Ele ficou tristinho", teria dito o tio, ao descrever o semblante do menino ao entrar no veículo transportador. Mas de quem seria a tristeza mesmo, hem?

(off) Relatório





Foi questão de horas até Pedro se recuperar da agitação do segundo dia de aula. Dessa vez, ele voltou para casa de carro, pois a Mamãe Sal contratou um transporte escolar para ele. A escola não é longe de casa, mas como há duas ladeiras a vencer, o melhor é poupar pernas e braços do inevitável cansaço. Pois mesmo vindo de carro, o menino chegou aparentemente muito cansado. Nem teve ânimo para cumprimentar o pai, que veio visitá-lo - e a Laurinha. Entrou no prédio com alguma dificuldade: não quis levar a mochila e quase se recusou a subir as escadas, sempre em silêncio. Mas à noite voltou a ser a espoletinha de sempre, correndo entre a sala e o quarto e dividindo-se entre a TV ligada no "YKids" e o computador com os vídeos do "Ubube".

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Tia Maceli e a emoção das palavras



As palavras abaixo são da mensagem que a tia Maceli mandou pra Mamãe, no Orkut. Tia Maceli é irmã de Vô (Ch)ico por parte de vovó Lourdes, mãe espiritual de Vovô lá de Mata de São João. Mamãe ficou muito emocionada com essas palavras e Vovô gostou tanto delas que resolveu copiá-las aqui, pra todo mundo ver.

"Engraçado, Sal (pq Chico te chama assim qdo conversamos e é assim que penso em vc... rs...), é que eu sempre convido Clarinha para ver o blog de Pedro e Laura e ela se desmancha diante deles. Hj não foi diferente e ela deu gargalhadas qdo viu as fotos de Pedro chegando à escola. Ela disse: "- Mamãe, eie foi pá iscóia tabém, q indo, mamãe, q indo. Não tie eie não mamãe, deixe eie aí pá eu ficar oiando eie, mamãe, e se eie xóiar eu dou a mão pá eie e cudo deie." (É o segundo ano dela na escola e ela costuma amparar os coleguinhas. Ela nunca chorou, mesmo qdo foi para a escola com 1a e 6m. Agora ela tem 2a e 6m).
Fiquei emocionada com a maneira q ela tocava o monitor e ficou ali por um certo tempo, imóvel e encantada com a cena colorida q se deparava diante de seus olhos. Sentia como se ela estivesse vendo um filme diante de tão poucas fotos...
Fiquei sem coragem de tirá-la dali.
Foi lindo!
Compartilho com vc, pq, apesar de não estarmos todos juntos, vcs fazem parte de nossos dias.
Quase todos os dias vejo Pedro, Laura, vcs...
Obrigada por vcs existirem.
Q este seja apenas o primeiro de mtos dias felizes q Pedro terá em sua vida escolar.
Bjosssssssss pra vcs todos daí."

fraternidade




Somos amigos,amigos,amigos pra valer! !!
P.S: Essa foi a primeira postagem feita pela vovó Bia!! Ela está cada vez mais tecnológica!

(off) Aprendizado



Cheguei em casa ontem à noite com apenas uma pergunta a fazer à mãe de Pedro: "Ele quis voltar?"
Isto porque ele se ambientou tão naturalmente à escola que me fez desconfiar. Mas a resposta de Sal foi um tanto desconcertante: "Ele dormiu!"
Pois é, logo depois da merenda ele sentiu sono e dormiu, sendo levado para o berçário da escola (notaram que jamais me referi ao estabelecimento como "escolinha"?).
Mas houve algum aprendizado nesse primeiro dia de aula. O menino estudante aprendeu a cantarolar uma marchinha. Com sua voz de criança e sua língua ainda enroladinha, ele recitou o "Marcha, soldado" direitinho.
E voltou com a farda limpinha, para contentamento da Vovó!