quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Vai um colinho aí?





Minha irmãzinha Laura, segu8ndo minha/nossa Vó Bia, está viciada em colo. Já não tolera mais ficar deitada o tempo todo, quando não está mamando. Mas não é que ela tem razão? Com o calor que está fazendo aqui em nossa cidade, o melhor é arejar e se não se pode andar, a solução é pegar carona no colo de alguém, não é mesmo?

Eu já sei andar - e até dirijo um carrão! -, mas quase sempre estou requisitando o colo de meu/nosso Vô, minha/nossa Mamãe e minha/nossa Vó. Então, compreendo muito bem os motivos de Laurinha.

Ontem, ela reclamou muito, chorando escandalosamente, e meu Vô resolveu levá-la para tomar ar fresco lá embaixo, onde minha/nossa Vó conversava com as vizinhas. Quando eles voltaram, ela voltou a falar desse vício de Laurinha, dizendo que quando ela está agitada, o melhor é descer e subir as escadas. Mais tarde, já na hora de dormir, ela chorava tanto que nossa Mamãe teve de voltar à casa do Vovô. Então ele se lembrou do que a Vovó disse e a tomou no colo e foi fazer a experiência de subir e descer as escadas durante alguns minutos, cantando para acalmar Laurinha. E não é que ela dormiu em pouco tempo?

É, talvez seja vício mesmo, mas outro dia ela estava chorando assim e meu/nosso (será que algum dia acostumo com essa divisão?) Vô simplesmente tirou a roupa que ela vestia e LAura sossegou. Era calor. Então temos muita coisa em que pensar...

3 comentários:

Iúna disse...

Laurinha é das minhas, qdo eu era bebê fazia assim mesmo, meu pai ia à loucura, minha mãe então ... ai ai! melhor pular essa parte.
Observei uma coisinha aqui nesse blog de dois (dupla de três, na realidade), é o seguinte:
"Vô Chico
Salvador, Bahia, Brazil
Francisco, avô de Pedro; pai de Shirley (mãe de Pedro), Caio e Ananda (tios de Pedro); marido de Bia (avó de Pedro); sogro de Alexandre (pai de Pedro). "

Vovô! (dá licença usar o tratamento dos bebês daí?) acrescenta a Laura no perfil, ela merece, menina Laura de rosa, mas parece primavera.

Iúna disse...

não é "mas parece primavera", e sim, "mais parece primavera".

Chiz disse...

Tem razão, Iúna. E já reparamos a falta. Pedro e Laura agradecem.