sexta-feira, 12 de setembro de 2008

DO TIO, PARA TI


Pedrinha preciosa que acabara de nascer. Rebento recém-saído, nascido em meio a tanto bem-querer... eu quero é te dizer que faças juz ao seu caminho, brincando no barro, na areia, de carrinho e caminhão, com os pés no chão e mil sonhos nas estrelas. Que Shirley seja a melhor das mães, com um amor imensamente grande, tão gigante nessa nova atmosfera. E que Xande seja ainda mais dedicado do que já era, um presente e atento pai. Que não faltem os brinquedos, os beijos e abraços envaidecidos dos tios corujas. Que em tuas histórias dragões, duendes e bruxas sejam sempre pequenos aos olhos teus. Não há de se ter medo quando o castelo é de amor. E o sorriso, menino, o sorriso não te falte. Que a alegria te tome de assalto a cada matinar e que seja pra sempre nosso moleque, independente da idade. Que o vovô te ensine o tamanho real das pequenas coisas, o valor de simples ser. E que a vovó te inspire no caminho da tesoura e do papel, da cola e do lápis-cera... arte e cor, nas pontas dos dedos, nas paredes e na alma. Que não te falte nunca saúde, calma, sorte e vontade. Que tenha tantos-tantos amigos e saiba do seu valor. Que essa alegria que hoje nos proporciona seja sempre soma em nossa matemática. Pois contigo a temática é boa demais, é paz que você semeia em nosso caminho. Assim, com pedrinhas de alegria. Alegoria da vida, o nosso Pedrinho.

(Caio Muniz, 10 de setembro de 2008)

2 comentários:

Espírito dos Sonhos disse...

Eita, tá todo mundo contagiado por amor a essa pedrinha Pedro...
Ora, viva!!!

Anônimo disse...

olhei cada cantinho desse blog, fiquei deveras emocionada, viva! viva! Pedro, seja feliz. Pedro, Deus o abençoe.
Estrela