segunda-feira, 10 de outubro de 2011

(off) Dois momentos com Laura




Como acordo cedo para fazer a vitamina dos meninos, que também acordam com os passarinhos, geralmente fico à disposição deles, de Laura, principalmente, e muitas vezes deixo para atender às próprias necessidades muito tardiamente. Mas hoje escapei dela e me refugiei no banheiro para, dentre outras coisas, conseguir cortar as unhas. Mas não demora muito e ela bate à porta, gritando meu nome: "Vovô Quico!!" Digo-lhe que não posso abrir a porta e peço que ela volte à sala, mas a menina sabe o que quer e insiste: "Abre, Vovô!" Insisto por minha vez e exijo que ela retorne para junto da avó, mas ela bate pé firme e implora: "Vovô, é Aiaia aqui!"

***

Atendendo ao pedido dela de ir à rua, vou levá-la para tomar sol e nesse breve passeio ela cuida de manifestar sua alegre criancice, observando os pássaros e os cães que os donos conduzem. Atravesso a rua, subo a rampa do estacionamento de um dos edifícios próximos, venço os degraus de uma escada até chegar à área de recreação antes de voltear outros prédios e sair outra vez na rua principal. E ela, agora sobre meus ombros, vai cantando as musiquinhas de que se lembra, enquanto tento acompanhá-la. Em certo momento ela me pede que cante oferecendo os temas. E eis que chega a vez do pato e lembro da canção de Toquinho e Vinicius de Moraes, mas ela não se contenta e entoa uma outra: "O patinho na beira da lagoa, ele canta: ai, que água boa, bate as asas, choc, choc, choc, abre o bico, quaquaraquaquá..." E logo que termina de cantarolar, emenda: "É Caio!" Porque foi seu Dindo Caio quem lhe ensinou essa canção.

2 comentários:

Anônimo disse...

Ai, que coisa linda. Amo TANTO vocês SEIS. MUuuuuito.

Caio Muniz

Vô Chico disse...

Tio Caio, a gente ama muito vc também. Apareça mais vezes, porque a gente fica com saudades.